Escolha uma Página

Cacau Ferreira

Sou a Cacau, tenho 30 anos e sou mãe da Bruna de 10 anos, da Cecília de 6 e da Catarina de 4 meses. A Bruna nasceu e por falta de informação, apoio e orientação adequada não consegui amamentá-la e desisti nas primeiras dificuldades. Com a orientação de um pediatra equivocado introduzi a mamadeira logo nos primeiros dias o que contribuiu para o fracasso total da amamentação gerando uma frustração gigantesca em mim.
Na minha segunda filha, 4 anos mais tarde, enfrentei sozinha as dificuldades e consegui amamentá-la por 6 meses exclusivamente e depois até 1 ano e meio, mas foi muito difícil no início.
Na mais recente experiência, com a amamentação da minha terceira filha eu achei que não enfrentaria nenhuma dificuldade, mas não foi assim que aconteceu. Após o parto e com a apojadura do leite as dificuldades começaram: a boquinha dela era muito pequena, o seio extremamente cheio e duro era incompatível, algumas fissuras apareceram e ela não acordava pra mamar. Chegava a dormir 11 horas seguidas.
Foi graças ao apoio e orientação das minhas parteiras Thais e Luciane nas visitas de pós-parto que conseguimos superar as dificuldades. Elas me ensinaram massagem para alívio, ordenha para que pudesse ofertar o leite no copinho e permitir que o seio se recuperasse, a pega correta e posições variadas para amamentar e mantê-la por mais tempo acordada.
Tê-las comigo, me ensinando técnicas e dizendo que eu ia, sim, conseguir com toda certeza foi fundamental. As meninas acreditaram em mim mesmo quando eu já não acreditava mais e me fizeram recuperar toda vontade e força que eu tinha para seguir com a amamentação.
Superada as dificuldades, o aleitamento se tornou prazeroso e um momento de extrema felicidade, vínculo e amor para ambas.